quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

RESUMO DOS JOGOS COM ERP

Fim-de-semana agridoce para o GRUFC

Foi um dia longo para os adeptos do rugby que se deslocaram a Lousada, e sobretudo para os adeptos do GRUFC-CENATEX, que nesse espaço realizaram dois jogos dos seus dois escalões competitivos, Seniores e Sub 18, contra a formação portuense da Escola de Rugby do Porto/Associação Prazer de Jogar.

Os dois jogos foram de uma qualidade bastante boa tendo em conta a divisão em que se encontram ambas as formações e ambos os clubes estão de parabéns pela forma como têm vindo a desenvolver e divulgar a modalidade nas suas cidades.

Mas como se trata de competição ambos os clubes entraram em campo com pretensões de alcançar a vitória, e ela acabou por sorrir a ambos, ainda que em diferentes escalões. Assim sendo, o GRUFC começou melhor a tarde abrindo com um triunfo esclarecedor de 39-12 conquistado pelos seus Sub 18. O jogo seguinte teria um desfecho por números muito semelhantes mas no sentido inverso registando-se uma derrota dos seniores por 39-07.


Equipa Sub 18 do GRUFC continua na luta pelo segundo lugar


Numa tarde fria mas soalheira de inverno, o GRUFC – Guimarães Rugby Union Football Club visitou a ERP – Escola de Rugby do Porto, para mais um jogo do Campeonato Nacional de Rugby da II Divisão – Zona Norte, no escalão de Sub 18. Este dia 13 de Dezembro ficou marcado, para além da baixa temperatura que se fez sentir, por uma excelente prestação dos dois quinzes.

A equipa tripeira, bem organizada e dotada de excelentes atletas do ponto de vista técnico, entrou bem no jogo e dominou a partida nos primeiros 15 minutos, altura em que num rápido contra-ataque, e revertendo a corrente do jogo, o GRUFC marcou o primeiro dos sete ensaios.
A partir deste momento o jogo foi de parada e resposta e só voltou a haver alterações no marcador no terço final da primeira parte.

A segunda parte começou praticamente com mais um ensaio do GRUFC que dominou o encontro por mais 20 minutos. Já no tempo final, e após uma série de mexidas na equipa vimaranense, o ERP conseguiu marcar os seus pontos, sendo o último um espectacular ensaio, pleno de técnica e poder físico, fechando o marcador nos 12 – 39 a favor dos vimaranenses.

Foi uma excelente tarde de Rugby, que não defraudou os muitos entusiastas que se deslocaram ao Complexo Polidesportivo de Lousada e que ajudaram a colorir as bancadas, dando o seu apoio aos dois grupos de valorosos atletas.

De salientar pela positiva o trabalho do árbitro que foi muito didáctico e teve sempre o total controlo do jogo. Uma nota também para o projecto da Câmara Municipal de Lousada em prol do desporto, pois num conselho que não dispondo de nenhum clube com prática desportiva relevante, apresenta aquele que é provavelmente o melhor complexo desportivo do norte do país e que neste momento é uma referência para todas as modalidades colectivas. Um exemplo a seguir por outros.



Jogar só na segunda parte não chega



O segundo jogo da tarde opôs o seniores de ambas as formações, e já em plena noite e com temperaturas muito baixas assistiu-se a uma partida que teve 2 momentos distintos e que resumem a partida muito facilmente.

O GRUFC arrancou na partida com a posse de bola e conseguiu nos 5 minutos iniciais assustar a equipa Portuense encostando-a à sua área de ensaio. Com um jogo ofensivo muito agressivo a ERP via-se obrigada a defender agressivamente. Ora esta pressão durou até ao primeiro falhanço clamoroso de execução por parte dos homens da cidade berço que com essa oportunidade falhada caíram animicamente e deixaram-se dominar pela ERP.

O facto de haver maior experiência por parte dos tripeiros fez com que estes capitalizassem as oportunidades que foram criadas e o resultado na primeira parte acumulou-se até uns devastadores 32-0.

A segunda parte deste encontro quase se poderia descrever como uma outra partida à parte e com uma equipa de Guimarães completamente diferente, tal foi a reacção que o intervalo trouxe.

Os “Bravos” tomaram conta do jogo e instalaram-se na área de 22 da ERP obrigando-os a defender praticamente na segunda parte toda. O parcial de 07-07 só reflecte a falta de concretização vimaranense que não conseguiu pontuar mais devido à sua inexperiência.

Por último destacamos o jogo do GRUFC-Cenatex nos momentos estáticos de jogo (formações ordenadas e introduções) onde esteve imperial, com uma taxa de conquista de bola superior a 80% e que tinha sido uma das grandes falhas no jogo da segunda mão.



No próximo fim-de-semana, no dia 19 de Dezembro, a equipa sub 18 do GRUFC joga uma cartada importante no seu futuro contra a equipa do Clube de Rugby do Arcos de Valdevez, sendo que os sub 18 procuram ascender ao segundo lugar do grupo e lutar pelo Play-off.


Eládio Ribeiro
Coordenador de comunicação e imprensa.

1 comentário:

joshua rodriguez disse...

seria possivel ir fazer um treino?